SIBAPE consegue classificação heroica na última partida da fase de grupos

23 MAI 2017
23 de Maio de 2017

Por Luciano Sena


Num jogo muito agitado, a SIBAPE contrariou todas as projeções e conseguiu uma classificação heroica, na manhã do último sábado em Rio Bonito.

Depois de ter conquistado a sua primeira vitória diante da IBJI semana passada no mesmo Estádio Alfonso Gomes Martinez, a a equipe do técnico Jairo Lima, definitivamente embalou, pois sabia da importância em buscar o resultado, uma vez que um simples empate a eliminaria da competição.

O que se viu foi uma equipe guerreira, se lançando ao ataque já nos primeiros instantes da partida, sufocando a equipe adversária e logo com 1 minuto de jogo chegou ao seu primeiro gol, numa jogada trabalhada pelo lado direito, numa boa infiltração do lateral direito Luciano Vidal que cruzou para dentro da área gerando um bate-rebate, onde o goleiro Uellinton da M. Betesda não conseguiu defender e nem afastar o perigo, onde a bola sobrou para Ricardo Veríssimo escorar para o fundo das redes, abrindo o placar.

Sabendo da necessidade de vencer o jogo, o time de Jairo Lima continuou com a mesma postura ofensiva e dois minutos depois, aos 3, depois que o volante Wellinghton se enrolou numa saída de bola em sua intermediária defensiva, na tentativa de uma jogada com Luis Porto, mais uma vez, o lateral direito Luciano Vidal, atento no lance roubou a bola, levou ao fundo pelo lado direito e fez um cruzamento certeiro da na cabeça do meia atacante Ricardo Batista que ampliou para 2 X 0.

Aos 23 minutos, em mais uma jogada ofensiva, desta vez, pelo lado esquerdo, a bola sobrou perto da entrada da grande área, para a batida forte do também meia atacante Jailson, onde antes da brilhante defesa do goleiro Uellinton, que chegou a espalmar a bola, o zagueiro Idivaldo, mesmo involuntariamente, acabou desviando a bola com a mão dentro da área, ao que o árbitro da partida, o Sr. Maurício de Souza não hesitou em marcar a penalidade máxima, que foi muito bem convertida pelo atacante Cosme, que bateu bem de perna esquerda, deslocando o goleiro Uellinton, que caiu para o canto direito e a bola indo morrer no lado esquerdo. Era o terceiro gol da SIBAPE, que neste momento da partida, já esboçava um domínio amplo sobre a equipe adversária.

A SIBAPE ainda continuou dominando a partida, desperdiçando algumas oportunidades no ataque, mas a partir dos 30 minutos do primeiro tempo, o ritmo diminuiu e aos poucos, a M. Betesda foi encontrando o seu espaço na partida e aos 39 minutos, numa jogada com o atacante Jardel pelo meio, ele descobriu a chegada do atacante Jovane Pill pelo lado direito, que numa jogada de velocidade foi avançando e já dentro da grande área, bateu na diagonal do goleiro Jorge Carlos para diminuir o placar para 3 X 1 e dar esperanças à sua equipe de uma possível reação no segundo tempo.

No segundo tempo, a M. Betesda até começou tomando a iniciativa do jogo, pois um simples empate lhe classificaria em primeira colocada na fase de grupos.

Mas aos poucos, a exemplo do primeiro tempo, a equipe da SIBAPE soube retomar o poder ofensivo e em algumas oportunidades, mesmo na etapa complementar poderia ter ampliado o placar da partida a seu favor.

O jogo seguia equilibrado, com as duas equipes criando oportunidades, quando aos 32 minutos, numa tentativa de saída de bola errada para o campo de ataque por parte de Luciano Vidal da SIBAPE, que tentou uma jogada individual, a bola foi cortada na altura do círculo central e sobrando para o meia Fusca da M. Betesda, que de longa distância, deu um passe certeiro para a entrada em velocidade, mais uma vez do atacante Jovane Pill, que bateu cruzado de perna direita tirando do goleiro Jorge Carlos e diminuindo o placar para 3 X 2.

Com o segundo gol na partida, a M. Betesda até tentou pressionar em outras oportunidades, criando chances claras de gols, que poderiam ter mudado o placar da partida. Porém, a SIBAPE soube suportar a pressão e também em algumas jogadas de contra-ataque e velocidade teve a chance de ampliar.

Ao final, com quatro minutos de acréscimos concedidos pelo árbitro, a SIBAPE garantiu a vitória e a classificação em terceiro lugar e marcando a repetição do confronto para o próximo sábado contra a mesma M. Betesda,que mais uma vez terá a oportunidade de jogar pelo empate, por ter a melhor campanha nesta fase de classificação.

Para a fase semifinal, a SIBAPE já terá, pelo menos, um desfalque importante, pois ao término da partida, o meia Alex Menezes, inexplicavelmente, se dirigiu ao árbitro para reclamar de maneira acintosa e como já possuía cartão amarelo no jogo, foi punido com o segundo e, consequentemente, o cartão vermelho provocando a sua expulsão.

Com o resultado, a IBJI acabou eliminada, pois ocupava a quarta colocação com 6 pontos ganhos, perdendo no critério de desempates para a NAVEIA, que ocupava a terceira colocação e que acabou superada pela própria SIBAPE.


Voltar